Portuguese English German Italian Spanish

Pauline Costa

A comunidade de Alto Galo recebeu mais uma contribuição que facilitará o trabalho dos produtores locais. Na tarde do último sábado (06), equipamentos agrícolas foram entregues oficialmente à população, adquiridos pela Secretaria de Estado de Agricultura e Abastecimento por meio da emenda parlamentar do deputado estadual Rafael Favatto.

Estiveram presentes na solenidade, o prefeito municipal Wanzete Krüger, o vice-prefeito Romeu Stein, o secretário municipal de Desenvolvimento Rural, Ademiro Dettman, o gerente de produção vegetal da Secretaria de Estado da Agricultura (SEAG), Marcus Magalhães e o deputado estadual Rafael Favatto.

Com muita satisfação o secretário municipal de Desenvolvimento Rural Ademiro Dettman explicou a importância que esses equipamentos trarão para a comunidade. “Com esses equipamentos, o produtor rural poderá não só arar a terra, mas também fazer estradas e executar o escoamento da produção”, disse o secretário.

Já o gerente da Seag, Marcus Magalhães, destacou a sintonia entre Estado e Município e a força da agricultura capixaba. Ele também frisou a dimensão que emendas parlamentares de implementos agrícolas trazem para as comunidades do interior, o que torna o Espírito Santo um estado mais forte e construtivo.

Com elogios a população de Domingos Martins e a comunidade de Alto Galo, o deputado estadual Rafael Favatto parabenizou a população pela conquista e espera que esses equipamentos contribuam para a agricultura e a vida dos moradores locais.

Comunidade em festa

Os equipamentos foram recebidos com entusiasmo não só pelos produtores rurais, mas por toda a comunidade local que realizou um festejo como forma de comemoração.

O presidente da associação de Alto Galo Gilberto Lutzke falou como está sendo importante a chegada do trator para os agricultores da região e se emocionou ao falar como a vida deles irá mudar. “Essa máquina é o sonho de todos os produtores do Alto Galo e está sendo uma grande honra para todos nós receber esse presente, não só para mim, como presidente da associação, mas para toda a comunidade, pois produziremos ainda mais”, disse o presidente da associação.

 VEJA AQUI A GALERIA COMPLETA DE FOTOS

Lorena Müller

A Secretaria de Desenvolvimento Rural premiou na noite de ontem (10) os vencedores do 1º Concurso Municipal de Qualidade do Café Arábica de Domingos Martins. Dezenas de produtores de todo o município participaram do evento, em Ponto Alto.

O objetivo do concurso foi identificar e promover os agricultores que adotaram técnicas de manejo das lavouras, colheita e pós-colheita na busca constante da melhoria da qualidade do fruto. Cada produtor pôde participar inscrevendo uma única amostra de um lote mínimo de sete sacas de café arábica beneficiado de 60,5 kg. Foram aceitas amostras de café do tipo Cereja Descascado da safra 2016.  

Premiacao concurso cafe 2016 4 Small Premiacao concurso cafe 2016 12 Small

VEJA GALERIA COMPLETA DE FOTOS NO FINAL DESTA MATÉRIA

As amostras foram coletadas nos dias 17 e 18 de outubro e seguiram para avaliação sensorial e julgamento dos degustadores da empresa Prove Café, de Venda Nova do Imigrante. Ao todo, 28 produtores se inscreveram no concurso de qualidade.

Em primeiro lugar ficou o café produzido em Alto Paraju. O produtor Sebastião Fortes Coelho alcançou 84,38 pontos na avaliação dos especialistas. O segundo melhor café é de Rio Ponte, produzido pelo agricultor Erlineo Herbst, com pontuação de 83,50, e em terceiro ficou o produtor Ademiro Plaster, de Rio Ponte, com pontuação de 82,25.

Premiacao concurso cafe 2016 27 Small

Vencedores ladeados pela comissão organizadora 
do concurso

O primeiro colocado ganhou R$ 1 mil e 100 sacos de Calcário Dolomítico; o segundo 15 sacos de Adubo Orgânico e 50 sacos de Calcário Dolomítico, e o terceiro, 150 sacos de Calcário Dolomítico. “Domingos Martins tem ótimos cafés, frutos de qualidade. Mesmo com o clima seco e todas as dificuldades enfrentadas neste ciclo, manteve-se a qualidade, resultado da condução correta da produção, desde o plantio até a xícara”, destacou o avaliador Rondinelio Sartori.

O prefeito Luiz Carlos Prezoti Rocha, o Carlinhos Borboleta, afirmou que a iniciativa contribui para o fortalecimento do setor. “Mais de 80% de nossa população vive em área rural, vive da atividade agrícola, daí podemos ver o tamanho de nosso potencial e as possibilidades que podemos ainda explorar. O mercado do café, especialmente, está receptivo para os produtos especiais e de qualidade garantida, o produtor que se enquadrar neste mercado só tem a ganhar”.

Premiacao concurso cafe 2016 21 Small Premiacao concurso cafe 2016 17 Small
Premiacao concurso cafe 2016 1 Small Premiacao concurso cafe 2016 2 Small

Segundo dados do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Domingos Martins possui mais de 50 mil hectares de café arábica em produção, o que representa cerca de 35% de todo o café cultivado na região Centro-Serrana do Espírito Santo.

Para o secretário de Desenvolvimento Rural, Darci Schaefer, a ampliação da assistência técnica ao produtores, dos serviços do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e a aquisição de máquinas e equipamentos foram fundamentais para a evolução da qualidade da produção martinense.

“A qualidade do nosso café, de cada produto é a consequencia do trabalho que fazemos antes da colheita, todo o trabalho de análise de solo, todo o cuidado, toda a assistência dos técnicos agrícolas. Hoje não vamos premiar o melhor café, mas sim parabenizar o produtor que teve mais cuidado e carinho com o seu produto. Produzimos alimento, e o mercado exige cada vez mais produto de qualidade”.

Outras autoridades e lideranças comunitárias também estiveram na cerimônia de premiação do 1º Concurso Municipal de Qualidade do Café Arábica de Domingos Martins, entre eles o deputado federal Evair de Melo, o gerente de Agroecologia da Secretaria de Estado da Agricultura, Marcos Magalhães e o presidente da Cooperativa de Empreendedores Rurais de Domingos Martins (Coopram), Darli Schaefer.

O 1º Concurso Municipal de Qualidade do Café Arábica de Domingos Martins foi realizado pela Prefeitura Municipal e teve o apoio da Gerência Municipal de Esportes, do Sindicato Rural de Domingos Martins e Marechal Floriano, Heringer, Mocal, Coopram, Café Dodô, Prove Café e empresários do setor agrícola.  

CLIQUE AQUI E VEJA A GALERIA COMPLETA DE FOTOS

Lorena Müller e Monique Ferbek

O primeiro Concurso de Qualidade do Café Arábica de Domingos Martins chegou à fase de avaliação das amostras dos melhores grãos produzidos no município. O objetivo é identificar, promover e premiar os agricultores que adotarem técnicas de manejo das lavouras, colheita e pós-colheita, além de reconhecer o trabalho dos produtores rurais na busca constante da melhoria da qualidade, agregando valor ao seu produto.

Nos últimos dias 17 e 18 o material foi coletado e seguiu para análise sensorial e julgamento dos degustadores da empresa Prove Café, de Venda Nova do Imigrante. Cada produtor pôde participar inscrevendo uma única amostra de um lote mínimo de sete sacas de café arábica beneficiado de 60,5 kg. De acordo com o regulamento do concurso, foram aceitas amostras de café do tipo Cereja Descascado da safra 2016.

A premiação dos três melhores cafés produzidos em Domingos Martins será nesta quinta-feira (10), às 17h, no Sítio Cristal, em Ponto Alto. O primeiro colocado será premiado com R$ 1,000 e 100 sacos de Calcário Dolomítico; o segundo com 15 sacos de Adubo Orgânico e 50 sacos de Calcário Dolomítico e o terceiro com 150 sacos de Calcário Dolomítico.

Veja os produtores concorrentes:

- Ademiro Plaster - Rio Ponte
- Adriano Wruck- Rio Ponte
- Astrogildo Schwambach - Rio Ponte
- Áurea Bullerjahn Schaefer – Pena
- Claudio Huver - São Bento do Chapéu
- Clodomiro Januth - Rio Ponte
- Darli José Schaefer – Pena
- David Haese – Paraju
- Delimar Goese - Ponto Alto
- Delmário Hell – Pena
- Douglas Cristiano Schwambach - Rio Ponte
- Elmiro Hell – Pena
- Erineo Herbst - Alto Rio Ponte
- Ervino Broedel - Alto Pena
- Falentino Herbst - Alto Rio Ponte
- Helio Klippel Schneider - Alto Pena
- Itamar Endlich – Panelas
- Jair Theodoro das Chagas – Perobas
- Joelma Kuhn Endringer - Barra do Tijuco Preto
- Joelson Reetz - Alto Pena
- Lindomar Reetz - Alto Pena
- Niltario Proescholdt - Barra do Pena
- Olindino Paulo Proescholdt - Barra do Pena
- Olindino Welmer – Pena
- Renato Reetz - Alto Pena
- Rosieudes das Chagas                - Perobas
- Saulo Menegueti Fabri - Alto Paraju
- Sebastião Forte Coelho - Alto Paraju

Serviço:
1º Concurso Municipal de Qualidade do Café Arábica de Domingos Martins
Cerimônia de premiação: 10 de novembro
Horário: 17h
Local: Sítio Cristal, em Paraju

Outras informações:
Secretaria de Desenvolvimento Rural: (27) 3268-1814

Lorena Müller

Quinze produtores rurais de Domingos Martins concluíram no ultimo dia 16 o Curso Café Sustentável sobre noções de informática e sustentabilidade agrícola. A capacitação, ministrada no Centro de Referência em Assistência Social (Cras), em Ponto Alto, foi uma parceria da Secretaria de Desenvolvimento Rural e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

Curso cafe sustentavel 1 Curso cafe sustentavel 2 Curso cafe sustentavel 3

Ao todo foram cinco meses de estudos, com aulas semanais teóricas e práticas. Entre os conteúdos abordados, estavam vantagens de se informatizar e adequar a propriedade para a sustentabilidade, focando áreas temáticas como: gestão da propriedade, gestão ambiental, manejo do solo e recursos hídricos, melhoria da qualidade de café através de orientações corretas de colheita e pós-colheita e diversificação agrícola, e ainda utilização de programas de computador e internet.

“O tema sustentabilidade é uma demanda atual em todo o mundo e em todas as culturas e mostramos aos produtores que esta prática também é possível para pequenos produtores, é inclusiva e uma tendência. Produtor que se mantêm informado se prepara para o futuro e colhe os frutos disso”, destacou o coordenador do curso, João Miranda. 

Lorena Müller

Os produtores rurais de Domingos Martins têm à disposição diversos serviços de fomento à agricultura, à pecuária e a outras atividades produtivas do município. Um deles é a emissão gratuita do Certificado Fitossanitário de Origem (CFO) para citros e banana, importantes culturas frutíferas do município.  

O CFO é exigido por lei para transporte e comercialização de produtos agropecuários, especialmente aqueles que estão sujeitos ao ataque de pragas. O documento atesta as condições fitossanitárias de plantas e partes de vegetais ou produtos de origem vegetal em sua origem de acordo com as normas de defesa sanitária vegetal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Desde meados do ano passado, mudanças importantes foram adotadas na legislação que rege todo o processo produtivo de citros e da banana, desde partida na lavoura até a chegada à mesa do consumidor.

Se anteriormente, o produtor de citros (laranja, tangerina, limão, entre outras) precisava do CFO para transportá-las e comercializá-las dentro do Espírito Santo, a Portaria n° 012-R, de 06/15, retira a obrigatoriedade do documento. Porém a medida é valida somente no Estado. O agricultor que destina a sua produção para outras regiões do Brasil e para outros países precisa apresentar o CFO.   

Banana

Para o cultivo da banana também houve mudanças. Em junho deste ano, o MAPA revogou a condição de área livre da praga Sigatoka Negra para o Espírito Santo. Assim, as unidades de produção de banana que não aderiram ao Sistema de Mitigação de Risco (SMR) sofrerão restrições para comercializar sua produção com outros Estados.

sigatoka negra
Sigatoka Negra: município atua de forma preventiva

Apesar de a doença já ter sido identificada no Estado, ainda não foram diagnosticados casos em Domingos Martins. Os engenheiros agrônomos responsáveis pela emissão do CFO realizam vistorias constantes nas propriedades, coletam materiais com suspeitas e encaminham a laboratório de fitopatologia do INCAPER a fim de se ter um diagnóstico ainda mais preciso. 

Outras informações:
Secretaria de Desenvolvimento Rural: (27)3268-1814

Lorena Müller

A cafeicultura, uma das principais e mais tradicionais atividades agrícolas de Domingos Martins, será tema um encontro de produtores rurais em Ponto Alto. O “Café com sustentabilidade” vai debater o desenvolvimento do cultivo, o manejo da produção e as perspectivas de mercado no próximo dia 12, em Ponto Alto. O evento também marca a apresentação da proposta do Concurso de Café de Domingos Martins.  

Realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Rural em parceria com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), sindicatos rurais e entidades financeiras, o encontro deve reunir mais de 100 produtores. “Vamos discutir questões importantes relacionadas a colheita e pós-colheita do café, além de abordar também o difícil e desafiador cenário econômico atual”, adianta o secretario de Desenvolvimento Rural, Darci Schaefer.

A programação do “Café com sustentabilidade” começa com a apresentação de ações desenvolvidas pelo poder público para o fortalecimento da atividade no município. Em seguida o técnico do Incaper Marcos Teixeira fala sobre procedência, causas e formas de evitar defeitos na produção de café, com ênfase no processo de colheita e pós-colheita e agregação de valor.

A tendência dos cafés especiais também será tema de palestras com o agricultor de Domingos Martins, Adriano Orlando Wruck. Já o presidente do Centro do Comércio do Café de Vitória, Jorge Luiz Nicchio apresenta a situação atual do mercado do café.

Encerrando a programação do “Café com sustentabilidade”, o secretário de Desenvolvimento Rural lança a proposta do Concurso de Café de Domingos Martins, que irá avaliar e premiar os melhores cafés produzidos no município. A premiação tem data prevista para 11 de novembro.  

Programação

Café com sustentabilidade
Data: 12 de maio (Quinta-Feira)
Horário: 7h às 14h
Local: CRAS de Ponto Alto

7h: Recepção com café

8h: Ações desenvolvidas pelas Instituições parceiras
Prefeitura Municipal - Secretário Municipal de Desenvolvimento Rural - Darci Schaefer.
INCAPER: Vera Lucia Martins Santos
Presidentes Sindicatos Rurais
Gerente do Sicoob - ES.

8h30: Ações integradas para o desenvolvimento da cafeicultura no ES
Palestrante: Sicoob - ES

9h: Procedência, causas e formas de evitar defeitos na produção de café, enfatizando o processo de colheita e pós-colheita - Agregação de Valor
Palestrante:Marcos Moulin Teixeira – INCAPER/CETCAF

9h50: Cafés Especiais
Palestrantes:Rondinelle e Eduardo – Prove Café

10h20: Intervalo

10h40: Situação atual do Mercado de Café
Palestrante:Jorge Luiz Nicchio - Presidente do Centro do Comércio de Café de Vitória.

11h30: Casos de sucesso com Cafés Especiais
Palestrante:Adriano Orlando Wruck (Agricultor Familiar de Domingos Martins)

12h: Apresentação da Proposta de Concurso de Café de Domingos Martins
Palestrante:Darci Schaefer - Secretário de Desenvolvimento Rural de DM

12h30: Intervalo almoço

13h30: Avaliação, encaminhamentos e conclusões

14h: Encerramento

Monique Ferbek

As Secretarias Municipais de Saúde e de Desenvolvimento Rural de Domingos Martins lançaram no município o “Programa de Combate à Clandestinidade na Produção e Comercialização de Produtos de Origem Animal”, coordenado pela Vigilância Sanitária e o Serviço de Inspeção Municipal (SIM). O objetivo é desenvolver ações para reprimir e inibir sua produção, transporte e comercialização.

Entre as metas da execução do programa está o fornecimento ao consumidor de alimentos produzidos de acordo com as normas de Segurança Alimentar e Segurança em Saúde. Pelo programa estão previstas: a realização de ações educativas com comerciantes, entidades representativas dos setores do comércio, produtores e consumidores; além da fiscalização em supermercados, mercearias, açougues, padarias, quilões, estabelecimentos produtores, como abatedouros, agroindústrias e pontos comerciais clandestinos. O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (IDAF) é parceiro das ações.

combate clandestinidade 2 Custom

Para os estabelecimentos locais que produzirem, transportarem ou comercializarem itens não certificados pela municipalidade, as penalidades podem ser: advertência, multa, apreensão e/ou inutilização de matérias-primas, suspensão das atividades, além de interdição total ou parcial do local. Recentemente foi aprovada uma lei que obriga os comerciantes a afixarem um cartaz com informações atestando sobre a sanidade do que é comercializado.

Risco: fique atento!

Ao comprar um produto de origem animal (ovos, carne, mel, leite e todos os seus derivados), veja se o material possui o Selo de Inspeção Municipal (SIM), o Estadual (SIE) ou Federal (SIF). São eles que certificam que aquele produto possui qualidade e atende aos processos seguros de higiene e outros requisitos.

Com produtos não certificados, se corre o risco de consumir produtos de origem animal que não foram inspecionados e que podem ser transmissores de doenças. Entre elas, estão a teníase – verminose conhecida como “solitária”, transmitida através da carne de porco e de gado – a cisticercose, transmitida por meio da carne de porco e de gado, além da toxoplasmose, salmonelose, entre outras.

 

Lorena Müller

Melhorar o gerenciamento de negócios no campo e promover maior rentabilidade. Estes são os principais objetivos do Programa Rural Total, que será apresentado a agricultores de Domingos Martins neste mês em Ponto Alto. A ação é uma parceria da Secretaria de Desenvolvimento Rural e do Sebrae.

A programação prevê duas etapas. A primeira delas é a realização das palestras “Administrando minha propriedade rural” e “Vender para o Governo no campo”, no dia 15, às 8 horas, no auditório do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS), em Ponto Alto, distante 38 km da sede do município, Campinho.

Já na segunda fase, está prevista a Consultoria Gerencial Individual, quando a equipe do Sebrae visita o agricultor para elaboração de croqui da propriedade e seus centros de custos, balanço patrimonial da propriedade, custo de produção da atividade principal e estruturação do fluxo de caixa anual da propriedade.

“Estamos trazendo este programa como mais uma forma de incentivar e fortalecer a nossa atividade agrícola. Investir na capacitação do produtor é a certeza de melhores resultados no campo e esta é uma oportunidade gratuita por isso todos estão convidados a participar”, destaca o secretária de Desenvolvimento Rural, Darci Schaefer.

O Programa Rural Total em Domingos Martins tem o apoio do Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável e do Incaper.

Saiba mais sobre as palestras

- Administrando minha propriedade rural: A palestra mostrará a importância da cooperação entre os pequenos produtores rurais e as melhores estratégias de gestão para que o produtor se mantenha competitivo no mercado.

- Vender para o Governo no campo: Saiba que órgãos públicos podem comprar diretamente do pequeno produtor rural. A palestra mostrará o que e como fazer para vender os produtos ao Governo.

Outras informações
Secretaria de Desenvolvimento Rural: (27) 3268-1814

Lorena Müller

Começam hoje (13) as inscrições para o processo seletivo para técnico agrícola da Prefeitura de Domingos Martins. As chances  são para o preenchimento de cinco vagas, mais cadastro de reserva. As inscrições gratuitas serão realizadas também amanhã (14), na sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural (antiga LBA), em Campinho.

Para concorrer, os interessados deverão a três pré-requisitos básicos: Curso Técnico em Agricultura, Registro no Conselho Regional da categoria profissional (CREA-ES) e Carteira de Habilitação – categoria AB. A carga horária é de 40 horas semanais e o salário totaliza R$ 1.077,26, mais auxílio alimentação. Todas as informações estão no Edital n° 001/2015, acesse clicando aqui.

O processo seletivo será realizado em etapa única e classificatória, com a verificação e  avaliação dos documentos exigidos para fins de pontuação, conforme tabelas de pontos constantes no edital.

O resultado dos candidatos deferidos e indeferidos será divulgado no dia 30 de abril, na sede da prefeitura e da Secretaria de Desenvolvimento Rural, e também no site www.domingosmartins.es.gov.br. Os candidatos poderão apresentar recurso nos dias 4 e 5 de maio. Após este período a prefeitura divulga o resultado final do processo seletivo.

Saiba mais sobre a função

Competências do Técnico Agrícola
- Realizar atividades em nível de assistência técnica aos produtores rurais do município, bem como as demais atribuições de acordo com o que prevê a Lei Municipal n° 1934/2007;
-  Realizar atividades junto ao Serviço de Inspeção Municipal (SIM), regulamentado pela Lei Municipal n° 2564/2013 nos seus termos e segundo a sua habilitação profissional.

Outras informações
Secretaria de Desenvolvimento Rural
: (27) 3268-1814

Juliano Rangel

O período de estiagem que atinge vários municípios do Estado vem causando dificuldades para alguns produtores rurais que buscam alternativas para superar essa situação. Nas localidades de Melgaço e Galo, o reflexo da falta de chuva é visível e já diminuiu a expectativa de qualidade e lucro das produções.

Produtores de banana, alface e tangerina tentam conter as perdas provocadas pela seca. Já passa de um mês sem chuva. Os prejuízos são visíveis e o tempo para plantio e colheita está diminuindo, o que, em alguns casos, encarece mais a produção do que a venda.  

Segundo o produtor de banana, Édio José Saikel, a qualidade do produto já caiu 30% e a estimativa de lucro que era de R$ 30 mil talvez nem chegue a R$ 20 mil. “Já estamos acostumados a períodos de seca no inverno, e este ano fomos surpreendidos, igual a essa no verão é a primeira vez”, relata o produtor.

seca 1 seca 2
Édio (D) recebe orientações da Secretaria de Desenvolvimento Rural

O agricultor Zeferino Zibbel, já contabiliza prejuízo, foi preciso retardar o plantio de alface e algumas mudas apresentam falhas e desigualdade de tamanho. “Realizávamos três entregas por semana, agora fazemos apenas uma e o gasto com energia aumentou”, conta o produtor, que ao contrário de muitos possui reservatório de água.

seca 3

O cultivo de hortaliças é um dos mais prejudicados 
com a falta de chuva

Edivaldo Loose, que trabalha com o plantio de tangerina ponkan, está preocupado com a colheita, prevista para os meses de maio e junho. Ele conta que o retorno esperado era de 2 mil caixas, mas o número deve ser bem inferior. “A situação é desanimadora e a produção já teve uma queda de 50%”, fala o produtor.

seca 4 seca 5
Tangerina: perda de frutos será recorde

Auxílio aos produtores

Para auxiliar os agricultores, a Secretaria de Desenvolvimento Rural, está priorizando e reforçando o atendimento aos produtores com orientações específicas para o período de seca. 

Participantes da equipe, os técnicos agrícolas João Vitor Santana e Laelson Braun, contam que o trabalho neste período de estiagem objetiva orientar os produtores com dicas de manuseamento.  “Auxiliamos os produtores com instruções de manejo e orientamos a evitar o trabalho de capinagem do solo”, ressaltam os técnicos.    

Prefeitura Municipal de Domingos Martins

brasaoRua Bernardino Monteiro, 22 - Centro - CEP 29260-000
Expediente Administrativo: 8h às 12h00 - 13h às 17h
Horário Serviços de Saúde: 7h às 11h30 - 12h30 às 16h  

Fone (27) 3268-1239 - 3268-1124
Veja no Mapa

Links Úteis

portariastn contas-publicas
nfe issbancario